120 Cápsulas - 750 mg.

A isoflavona de soja (Glycine Max L.) é um composto de soja que contém fitoestrogênio que pode ser utilizado para diminuir os sintomas da menopausa, TPM ou osteoporose. Ele reduz as ondas de calor, melhora o humor e o estado psicológico da mulher, diminui as doenças cardiovasculares, protege os ossos e diminui o colesterol.

   A isoflavona é um composto da soja que parece atuar na prevenção de doenças crônico-degenerativas.

   Não é de hoje que a isoflavova, um componente da soja, é famoso por supostamente, combater os sintomas da menopausa (período marcado pela parada dos ciclos menstruais e pelo aparecimento dos sintomas vasomotores, como os fogachos, causados pela diminuição da produção de hormônios femininos pelos ovários).

   A ginecologista Eliana Aguiar Petri Nahás, professora do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Medicina de Botucatu, em São Paulo, esclarece as principais dúvidas sobre a isoflavona. Confira.

   O que são os fogachos da menopausa?

   Fogachos ou ondas de calor são definidos como uma sensação súbita e breve de calor, que se espalha pela região do tórax, do pescoço e da face, de intensidade e freqüência variáveis. Pode acontecer após palpitação, sensação de pressão na cabeça e ansiedade. São acompanhados, por vezes, de suores e sensação de frio. As ondas de calor podem interferir no bem-estar e na qualidade de vida das mulheres na menopausa.

   A isoflavona da soja ajuda a combatê-los?

   A maioria das observações sobre a isoflavona da soja nas ondas de calor é baseada em estudos realizados em regiões de alto consumo, como o Japão e a China. Menos de 25% das mulheres japonesas e 18% das chinesas apresentam ondas de calor, comparadas a 85% das americanas e 75% das européias (que consomem pouca soja), atribuindo-se, em parte, essas diferenças à dieta.

   O que é a isoflavona da soja?

   A isoflavona é um composto da soja, também chamado de fitoestrogênio, que parece atuar na prevenção de doenças crônico-degenerativas, como o câncer de mama, de colo de útero e de próstata. Sua estrutura química é semelhante ao estrógeno (hormônio feminino) e, por isso, é uma substância capaz de aliviar os efeitos da menopausa.

 Como a isoflavona da soja age?

A estrutura química das isoflavonas é similar ao estrogênio ovariano. São conhecidas, portanto, como fitohormônios ou fitoestrogênios. Pela semelhança com o estrogênio natural, a isoflavona da soja pode diminuir a intensidade e a freqüência das ondas de calor em aproximadamente 50% a 60% das mulheres na menopausa.

   Quando ela pode ser utilizada?

   A isoflavona da soja constitui-se uma alternativa para a mulher com sintomas da menopausa, como ondas de calor e suores noturnos leves a moderados. Seu uso não altera o peso corporal ou a pressão arterial. Não se observam efeitos sobre a mama ou o útero, não provocando sangramentos.

   Quais os cuidados em relação à utilização de isoflavona da soja?

   A isoflavona da soja apresenta boa tolerabilidade, com poucos efeitos adversos. Entretanto, deve ser evitada por mulheres que apresentam contra-indicações ao uso de hormônios, por tratar-se de um fitohormônio. É importante também conhecer a procedência do produto, que deve apresentar aprovação pela ANVISA, para que as quantidades de isoflavona da soja ingeridas sejam adequadas e controladas. Esses fatos se correlacionam com a efetividade da resposta ao tratamento das ondas de calor.

 

Isoflavonas de Soja

¥2,500Preço

     PEDIDOS POR TELEFONE: Pagar em dinheiro na porta (Kuroneko).

    PEDIDOS PELO SITE: Em dinheiro na porta ou Cartão de Crédito.
    Obs: Não aceitamos pagamento cartão na porta.

    080-4087-8807 (softbank)​  Tel / Fax - 0462-58-9596

                  E-mail - mundofeliz05@hotmail.com

    Site em Ingles​​

    0

    Atendimento das 9:00 às 21:00 horas​​

        Frete - 800 Yenes para qualquer região

    Compras acima de 5,000 yenes Frete Grátis!

              IMPOSTO JÁ INCLUIDO NO PREÇO

    Copyright© Mundo Feliz Co., Ltd. All Rights Reserved.