Fluconazol

Anti-fúngico que combate principalmente a Candidíase vaginal, peniana, oral, micose de unha, micose na virilha, pano branco, etc.

fluconazol.png
¥ 1 200

6 Tabletes - 150 mg -

Modo de usar, ver texto abaixo
 

onicomicose-imagem2-320x181.jpg
candida-vaginal-2-320x180.jpg
candida-homem-320x180.jpg
queilite-angular-imagem-320x189.jpg
candidiase-oral-320x181.jpg

O que é o medicamento fluconazol?

    O Fluconazol é um medicamento com ação antifúngica, da família dos triazólicos, muito usado para o tratamento das micoses, especialmente aquelas provocadas pelas espécies do fungo Candida – como candidíase vaginal e a balanite por Candida – e as dermatofitoses – como frieiras, micose de unha e micose na virilha. O Fluconazol pode ser administrado por via oral ou por via intravenosa. Esta última forma é habitualmente reservada para casos graves.

    O Fluconazol é um antifúngico com ação contra os seguintes fungos: Candida spp., Cryptococcus neoformans, Microsporum spp., Blastomyces dermatitides e Histoplasma capsulatum.

Entre as infecções fúngicas que podem ser tratadas com o Fluconazol, podemos citar:

    Em geral, o fluconazol é o antimicótico de escolha no tratamento das infecções por Candida albicans ou Cryptococcus.

Em relação às outras espécies de Candida, como a C. glabrata e a C. krusei, sua ação é menos efetiva, não devendo ser a primeira escolha para o tratamento desses fungos.

    O Fluconazol é habitualmente vendido em comprimidos de 50 mg, 100 mg, 150 mg (forma mais comum no Brasil) ou 200 mg..

 

        Efeitos colaterais

    O Fluconazol é uma droga bem tolerada na grande maioria dos casos. Os efeitos adversos mais comuns são náuseas, diarreia e dor abdominal. Dor de cabeça é outro sintoma que pode surgir com o seu uso. Reações de pele também podem ocorrer e são mais comuns em pacientes portadores do HIV.

    Raramente, o Fluconazol pode causar toxicidade do fígado, provocando elevação das enzimas hepáticas Nos pacientes com insuficiência renal, a dose deve ser ajustada de acordo com a taxa de filtração glomerular para evitar intoxicação pela droga. Doses excessivas, muito acima das habitualmente recomendadas, podem provocar distúrbios psiquiátricos, como alucinações e paranoia.

    Contraindicações

O fluconazol é contraindicado em pacientes com conhecida sensibilidade à droga ou a qualquer componente do produto ou a compostos azólicos, como cetoconazol, miconazol ou itraconazol.

Este medicamento não deve ser usado em associação com a terfenadina ou cisaprida, devido ao elevado risco de arritmia cardíaca.

    Uso na gravidez

    O Fluconazol deve ser evitado na gravidez, principalmente no primeiro trimestre de gestação, pois está associado a diversas má-formações. O seu uso durante o aleitamento materno também deve ser evitado, uma vez que o medicamento é excretada pelo leite.

    Perguntas frequentes

    Posso tomar fluconazol menstruada?

Sim, a menstruação não interfere em nada.

    Fluconazol é antibiótico?

Não, fluconazol é um antifúngico que pertencente à classe dos antifúngicos triazólicos.

    Em quanto tempo o fluconazol faz efeito?

A partir de 24 a 48 horas após o início do tratamento.

    Fluconazol serve para corrimento vaginal?

Somente se o corrimento estiver sendo provocado por alguma espécie de Candida.

     Posologia – Como tomar:

   Fluconazol para candidíase

    Para candidíase vaginal ou peniana, a dose recomendada é de 150 mg em dose única. Em casos recorrentes, indica-se repetição da dose de 150 mg após 3 dias. Para candidíase oral o tratamento deve ser feito com 150 mg por dia por 7 a 14 dias.

Não é preciso estar em jejum para tomar o fluconazol. A absorção da droga não é afetada pela ingestão concomitante de alimentos.

    Para dermatomicoses, tnea pedis, tinea corporis e tinea cruris, a dose recomendada é 150 mg, dose única semanal, por 2 a 4 semanas.  Nos casos de tinea pedis, o tratamento pode ser estendido por alguns meses.

...