​Barbatimão

Úlcera no estômago e duodeno, gastrite, lavagem vaginal, candidíase, corrimento, gonorréia, colite, hemorragia uterina. tratamento de feridas, hemorragias internas e externas.

100 Gramas

¥ 2 000

Uso Externo - Coloque uma colher de sopa da casca em 1 litro de água morna para uso sob a forma de banhos, gargarejos, asseio vaginal e peniano.

Uso Interno - Coloque 2 colheres de sopa da casca para um litro dágua. Deixe cozinhar por cerca de 10 minutos a partir do momento da ebulição. Após isto retire do fogo e deixe repousando tampada por 10 minutos, coe e está pronto para o uso. - Tome de 2 a 3 xícaras ao dia.

   Estamos diante de uma das plantas medicinais brasileiras mais conhecidas pelos raizeiros e profissionais de saúde que trabalham com ervas medicinais. O barbatimão é uma arbórea nativa dos cerrados brasileiros, muito difundida na região Norte, Centro-oeste, Nordeste e Sudeste.

    Foram os índios que primeiramente utilizaram esta planta em sues rituais de cura. Era conhecida como yba timó, que significa "árvore que aperta", isto devido à grande ação adstringente que possui. Já era utilizada pelos prajés como planta cicatrizante e antiinflamatória, conhecimento este que foi passado aos caboclos e acabou chegando até aos centros de pesquisa da atualidade.

    Popularmente é uma planta muito empregada como cicatrizante, principalmente pelas pessoas do campo, em feridas ou machucados em animais.

    As pessoas costumam fazer um chá bem forte de suas cascas e banhar o local de duas a três vezes ao dia. Ou então pegam as cascas, moem e pulverizam em cima do machucado.

   Por ser adstringente, eliminam a água de dentro das células, provocando uma contração das fibras. Isto facilita a cicatrização, diminuindo a hemorragia. É um grande agente anti-séptico já comprovado cientificamente, combatendo bactérias e fungos.

   Devido a sua grande ação anti-séptica é muito empregado em lavagens vaginais para os casos de leucorréria, infecções vaginais, irritações e feridas. Uma outra alternativa mais prática para os dias atuais poderia ser os géis ou cremes vaginais de barbatimão.

    Corrimento vaginal, por vezes chamado de simplesmente corrimento, vulvovaginite ou vaginite é muito comum entre as mulheres. Uma das causas pode ser a chamada Candidíase, embora existam outras fonte também. No geral, o corrimento branco ou esverdeado, é acompanhado de mau cheiro (ou não) e acompanhado de coceira, irritação e vontade freqüente de urinar.

    Propriedades medicinais: adstringente, anti-hemorrágica, anti-séptica, antibacteriana, antiblenorrágica, antidiabética, antidiarréica, antiescorbútica, antileucorréica, cicatrizante, coagulante sangüíneo, depurativa, diurética, emética, hipotensora, oftálmica, tônica.

    Indicações: casca: úlceras, feridas, impigens, doenças da pele, afecções da garganta, corrimento vaginal, leucorréia, gonorréia, catarro uretral e vaginal; colite, diarréia, escorbuto, anemias, hemoptises, hemorragia uterina, gastrite, úlcera gástrica, câncer, afecções hepáticas, diabetes.

Copyright© Mundo Feliz Co., Ltd. All Rights Reserved.